No último dia deste mês, se encerra o prazo para entregar a declaração, que foi postergado pela Receita Federal em abril.

Este ano, está prevista entrega de 32 milhões de declarações e, até o momento, o órgão divulgou que apenas a metade dos contribuintes cumpriu com a obrigação.

Quais contribuintes precisam fazer a declaração?

• Pessoas que receberam renda tributável (salário, por exemplo), de janeiro a dezembro de 2019, maior que R$ 28.559,70;

• Os que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019;

• Os que, até o último dia do ano de 2019, tinham posses somadas com valor superior a R$ 300 mil;

• Pessoas que alcançaram receita bruta acima de R$ 142.798,50 em atividades rurais;

• Cidadãos que passaram a morar no Brasil em qualquer mês do ano de 2019;

• Contribuintes que receberam rendimentos isentos acima de R$ 40.000;

• Os que tiveram, em qualquer mês de 2019, um ganho de capital na venda de bens ou realizaram operações na Bolsa de Valores;

• Contribuintes que optaram pela isenção de imposto na venda de um imóvel residencial para comprar outro dentro de 180 dias;

O Supervisor Nacional do IR, Joaquim Adir, faz o alerta e pede que o contribuinte não deixe para declarar suas informações nos últimos dias. O ideal é que o preenchimento seja iniciado o quanto antes para que haja tempo para eventuais dúvidas; além disso, mais rápido tende a ser o processo de restituição para os que declararam cedo.

Fonte: Jornal Contábil.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *